Edimburgo capital da Escócia

Edimburgo capital da Escócia

Cidade repleta de história

Capital da Escócia causa um impacto inesquecível com sua paisagem montanhosa e histórica, situada acima de uma série de vulcões extintos. 

Edimburgo capital da Escócia é uma cidade repleta de história, combinando perfeitamente o antigo e o novo.
Um destino completo que oferece para o visitante uma vista incrível para se apreciar, sons e gostos diversificados e vibrantes. Em qualquer área de Edimburgo, o viajante tem a sensação de estar desbravando um lugar histórico. A cidade não decepciona quem estiver em busca de uma amostra da Escócia dos velhos tempos. Deixe-se perder por entre os becos de paralelepípedos da Cidade Velha (Old Town), coroada pelo sólido Castelo de Edimburgo, admire o esplendor do estilo georgiano da Cidade Nova (New Town) e suba o monte de Calton Hill para uma vista espetacular da cidade e do mar.
À exceção de Londres, Edimburgo abriga mais restaurantes estrelados do guia Michelin do que qualquer outra parte do Reino Unido. Experimente o Castle Terrace ou o The Kitchin para uma excelente refeição contemporânea, feita com os mais finos ingredientes locais.
E não se esqueça de provar uma ou duas doses reconfortantes da bebida nacional em um tour de Scotch Whisky. Edimburgo é interligada a todas as partes do país por estradas e trens. A opção mais rápida saindo de Londres é de avião, que leva 1 hora e 10 minutos. Descubra alguns passeio para se fazer na capital da Escócia.

Sítio arqueológico

Arthur’s Seat, uma enorme colina que se ergue após o final da Royal Mile, é um local popular para uma caminhada com excelentes vistas da cidade, mas os arredores eram uma vez um viveiro de atividades da Idade do Ferro. Eles também testemunharam a chegada dos romanos há dois milênios, além de lutarem entre tribos locais, com ruínas de fortificações encontradas no cume.

Patrimônio Mundial da UNESCO

A Cidade Velha e a Cidade Nova de Edimburgo, que compõem grande parte do centro da cidade, são consideradas em conjunto como Patrimônio Mundial da UNESCO, o que torna uma prazer explorá-las a pé. A Cidade Velha é homenageada (não deixe de conferir os fechamentos ao longo da Royal Mile), enquanto a última é notável como um exemplo do planejamento da cidade da Geórgia. Ambos ainda estão notavelmente intactos e constituem um exemplo vivo de como o planejamento urbano se desenvolveu ao longo dos séculos na Europa.

Experiência cultural

Se você tiver sorte o suficiente para encontrar um ceilidh, esta exuberante festa de dança folclórica escocesa, garantida para colocar os escoceses de todas as idades em pé, não deve ser desperdiçada. Contra um fundo animado de violino, acordeão e instruções do interlocutor, visitantes curiosos são recebidos de braços abertos – e um sorriso malicioso da sobrancelha por parte dos habitantes locais – antes de serem arremessados vertiginosamente para uma tira sem fôlego.

Aqueles que desejam conhecer alguns campos escoceses – e provar sua generosidade – devem seguir pela costa, onde cerca de 50 destilarias de Speyside produzem o uísque pelo qual a Escócia é conhecida. Grandes nomes como Glenlivet podem ser encontrados aqui, mas experimente os menores também: Aberlour oferece ótimos passeios, enquanto a arquitetura da destilaria de Strathisla é incrivelmente única.

Previous slide
Next slide

Lugar mais icônico

A Royal Mile, construída ao longo de uma colina íngreme que corre do Palácio de Holyrood até o castelo no topo da falésia, é o local para onde você pode ter uma noção do Edimburgo medieval. Existem igrejas góticas, pubs históricos e dezenas de fechamentos: pequenos espaços e passagens semelhantes a um pátio, afastados da estrada principal que oferecem descobertas inesperadas – incluindo escadas aparentemente secretas que conectam os diferentes níveis da cidade.

Parlamento Escocês

A arquitetura não é apenas fascinante, mas você obterá uma compreensão interna da política escocesa especialmente útil à medida que o Brexit se aproxima e apela à independência escocesa revivendo mais uma vez.

Vida Noturna

Surpreendentemente, para uma cidade que ama tanto seus bares, eles fecham relativamente cedo aqui, com a última chamada agindo como um aviso para o seu fechamento de 1h. Mas não deixe que isso impeça você de provar uísques no The Canny Man, de Morningside, ou os excelentes coquetéis no Heads & Tales Gin Bar, ao lado da destilaria Edinburgh Gin no West End.

Local histórico

Enquanto toda a cidade é sem dúvida um local histórico, Calton Hill é o lugar para procurar algumas peculiaridades históricas. A colina apresenta uma mistura eclética de túmulos e monumentos, incluindo um dos “mártires políticos”, um monumento nacional do século XIX baseado no Partenon e nunca terminado; e um monumento do almirante Nelson, em forma de telescópio, costumava sinalizar o tempo para os navios que seguiam para Leith.

Bairro a explorar

Os belos bairros adjacentes de Morningside e Bruntsfield são onde você pode visitar lojas vintage, tomar uma cerveja em charmosos pubs do bairro e obter um impulso de cafeína no meio da tarde do Artisan Roast. Para aqueles que buscam um pouco mais de vantagem, há Leith, que se afasta da Princes Street do centro e está se transformando em um capuz moderno com um personagem próprio.

Ponto de encontro

Não há lugar melhor para passar um dia ensolarado e observar as pessoas do que o Meadows, um trecho de parque ao sul da Cidade Velha, perto dos belos bairros de Bruntsfield e Marchmont. É aqui que a cidade ganha vida depois de meses de hibernação no inverno – leve um piquenique e um pouco de espumante para um verdadeiro dia de verão escocês.

https://edinburgh.org/discover